Você sabia que Lençóis Paulista foi importante para o Brasil na Segunda Guerra Mundial? 💥

É difícil de acreditar que Lençóis Paulista, uma cidade do interior paulista, contribuiu no evento mais marcante do século XX, a Segunda Guerra Mundial. Mas sim, ela contribuiu de uma maneira beeeem diferente: com a cachaça! 🥃

Imagem da Segunda Guerra Mundial. (Reprodução)

O início de tudo

Lençóis Paulista foi conhecida em seu passado como “Terra da Cachaça”, isso porque ela possuía inúmeros engenhos de produção da bebida, em torno de 90 engenhos na época.

Mas, com a Grande Guerra, o comércio de petróleo foi atingido pelos alemães que impediam a importação do elemento ao país, assim era necessário que houvesse outra forma de se obter o combustível necessário tanto para o comércio interno como também para os aviões de guerra!

Como se desenvolveu?

O governo então confiscou cerca de 80% da produção de aguardente no país, inclusive as de Lençóis Paulista, que eram direcionadas a depósitos para serem adicionadas à gasolina.

Mas foi só isso?

Não! O Brasil não estava capacitado para aquela situação, foi aí que em 1940 o Instituto de Açúcar e do Álcool (IAA) decidiu construir destilarias pelo território brasileiro para a produção do álcool combustível, e a cidade de Lençóis Paulista foi uma delas, nascendo então a Destilaria Central! Ela serviu apenas por 2 anos no período da guerra e hoje o antigo prédio se encontra em ruínas, porém foi um marco para a cidade que, por seu reconhecido histórico de produção da cachaça, pôde contribuir com a história do país!

Destilaria Central, de Lençóis Paulista. (Reprodução)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui