Provavelmente você foi ou conhece alguém que foi aluno do Colégio Esperança de Oliveira. Mas você conhece sua história?

O nome da escola é dado em homenagem ao seu patrono, o professor Antônio Esperança de Oliveira, nascido em Itapetininga em 13 de junho de 1878, filho de Regina de Oliveira, se formou em 30 de novembro de 1902 na Escola Complementar de Itapetininga.

Escola Complementar de Itapetininga, 1900.
Releitura do retrato do Professor feito pela aluna Maria José, no aniversário de 97 anos da escola.
Professor Antonio Esperança de Oliveira

Chegada em Lençóis Paulista

Mudou-se para Lençóis Paulista no mesmo ano e iniciou o magistério em abril de 1904, como professor da Segunda Escola Masculina de Lençóis Paulista, tendo sido posteriormente nomeado para o cargo de Adjunto do Grupo Escolar local, cargo que exerceu até 1922.

Em 1907, o professor conseguiu recrutar e organizar uma Legião Mirim de trinta rapazes, sendo o primeiro relato de ações do grupo, com sua fundação sendo atribuída ao professor.

Legião Mirim Masculina de Lençóis Paulista atualmente, vista externa.

O grupo escolar

Em 1913 professores se uniram e solicitaram a existência de um prédio para englobar todo o corpo estudantil da cidade, das diversas escolas isoladas. Naquele ano o governo decidiu a liberação de verba, e assim fora iniciada as obras.

Em 1914 o prédio foi inaugurado, apenas intitulado Grupo Escolar, na época era dividido com o prédio principal para meninos e o galpão dos fundos para meninas.

Grupo escolar recém inaugurado, vista externa, 1915.
Jardim lateral que fazia passagem para o galpão feminino, 1919.
Galpão feminino nos fundos do colégio, 1919.

Homenagem póstuma

Antonio Esperança de Oliveira faleceu em 1932, como Sargento, estava incorporado ao Batalhão de Voluntárias de Professores durante a revolução constitucionalista.

O governo do Estado, o homenageou por ter se dedicado na luta contra o analfabetismo em Lençóis durante 17 anos. O professor trabalhou duro, com brilho e dedicação e nunca desistiu de seu sonho de alfabetizar toda a população. Por decreto de 5 de fevereiro de 1942 ficou determinado Grupo Escolar passaria a chamar-se Esperança de Oliveira.

Desde 1999 o Grupo Escolar foi rebatizado para Escola Municipal de Ensino Fundamental Esperança de Oliveira.

EMEF Esperança de Oliveira, vista externa.
EMEF Esperança de Oliveira, vista lateral externa

Legado

O legado de ensino, dedicação e luta contra o analfabetismo do professor se perpetua até hoje nos corredores e salas da escola.

Atualmente com 107 anos, é a escola municipal mais antiga ainda em atividade, sendo seu prédio já tombado como patrimônio histórico, que serve frequentemente para pesquisas de campo e visitas de alunos de diversas escolas da região.

Alunos em pesquisa de campo sobre Patrimônios Históricos na EMEF Esperança de Oliveira
Comemoração de 97 anos da EMEF Esperança de Oliveira

3.5/5 - (2 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui