O Dia do Turista é comemorado em 13 de junho, data que homenageia as pessoas que adoram viajar e conhecer diferentes locais ao redor do Brasil e do Mundo! Para aqueles que adoram “turistar” por aí, saiba que não é preciso ir muito longe para encontrar locais interessantes e históricos, basta se ligar no roteiro de lugares de Jundiaí que fizemos para vocês.

Jundiaí é uma cidade mais do que centenária, com seus 363 aninhos, abriga diversos prédios históricos e locais maravilhosos que existem desde muito tempo atrás, ou alguns mais novos, mas que já fazem parte de nosso coração. Confira abaixo no roteiro com lugares para aproveitar e conhecer mais Jundiaí.

Roteiro de Lugares em Jundiaí

Teatro Polytheama

Nada melhor que visitar um patrimônio mais que reconhecido por qualquer jundiaiense! Sempre recheado de eventos para todos os públicos, que você confere aqui. Inaugurado em 1911, já foi considerado o maior teatro do estado de São Paulo. É considerado um dos grandes atrativos culturais e turísticos da cidade, trazendo um grande número de visitantes de outras cidades que vêm em busca das apresentações teatrais e dos shows culturais e musicais que ele recebe.

foto do polytheama
Teatro Polytheama, localizado na Rua Barão de Jundiaí, 176

Museu Solar do Barão de Jundiaí

O museu recentemente reformado, não poderia ficar de fora da lista. Inaugurado em 1965, foi residência do Barão de Jundiaí e, por isso, a exposição retrata a história de sua casa. O local também conta com um lindo jardim para dar uma relaxada no centro da cidade.

Foto do Museu Solar do Barão
Museu Solar do Barão, localizado na Rua Barão de Jundiaí, 762

Complexo Argos

Outra beleza da cidade, lá você faz cursos gratuitos, aproveita palestras e pode viajar nos livros na Biblioteca Municipal Prof Nelson Foot. Fundada em 1913, chamada de Argos Industrial, onde funcionava uma das maiores indústrias têxteis da América Latina.

fotos da argos
Complexo Argos, localizada na Av. Dr. Cavalcanti, 396

Complexo Fepasa

A construção do Complexo Fepasa foi iniciada em 1870 e, em 1872, circulava o trem inaugural, sendo que o primeiro trem de tração elétrica da América do Sul circulou nas suas linhas em julho de 1922. A principal atração que você encontra por lá é o Museu Ferroviário da Companhia Paulista, que conta com um vasto acervo relacionado à história da ferrovia da cidade.

Foto do Complexo Fepasa
Complexo Fepasa, localizado na Av. União dos Ferroviários, 1760

Catedral Nossa Senhora do Desterro

A famosa catedral da cidade que fica em nosso maravilhoso centro! Sua construção iniciou-se em 1651. Em 1655, a igreja foi dedicada à Sagrada Família, tendo como padroeira Nossa Senhora do Desterro. Hoje a igreja segue um estilo arquitetônico Neogótico, carregado de simbolismo teológico.

Catedral Nossa Senhora do Desterro, localizada na Praça Governador Pedro de Toledo, s/n

Pinacoteca Diógenes Duarte Paes

O prédio histórico possui mais de 100 anos e foi inaugurado em 1896. Já abrigou outras instituições e hoje é sede de um acervo artístico com diversas obras e esculturas de jundiaienses, nacionais e internacionais.

foto da pinacoteca diógenes duarte paes
Pinacoteca Diógenes Duarte Paes, localizada na Rua Barão de Jundiaí, 109

Museu do Café Barão da Serra Negra

Museu que vai de encontro com a história da capital e é um dos roteiros do projeto de turismo cultural da Fazenda Nossa Senhora da Conceição, onde ele está localizado. A fazenda foi construída em 1810, e em 1882 com o ciclo do café e chegada dos imigrantes italianos, iniciou a cultura das vinhas. No museu é possível ver o acervo da família Serra Negra, que viveu por lá.

Museu do Café Barão da Serra Negra, localizado na Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra – km 72,5

Espaço Cultural Museu do Vinho

O que não falta na cidade de imigrantes italianos é vinho! Jundiaí abriga a história da imigração no Museu do Vinho, em um tonel de quase 6 metros de altura, localizado na Villa Brunholi. Ele foi criado em 2002, com a colaboração de algumas famílias de adegas da cidade.

Museu do Vinho
Museu do Vinho, localizado na Av. Humberto Cereser, 5900

Sesc Jundiaí

Apesar de não ser tão antigo na cidade, é uma das belezas culturais de Jundiaí. Inaugurado em 2015, o local chama atenção pelo arrojado desenho arquitetônico e seus conceitos atuais de sustentabilidade. Repleto de eventos todos os dias, você pode conferir a programação aqui!

Sesc Jundiaí, localizado na Av. Antônio Frederico Ozanan, 6600

Adegas

Não há como falar de turismo na cidade, sem citar as famosas adegas de Jundiaí, que em sua maioria, existem há mais de 100 anos. A cidade possui 20 adegas produtoras de vinho: Adega Beraldo Di Cale, Brunholi, do Português, Fontebasso, Fratelli di Boschini, Galvão, Juca Galvão, Marquesin, Martins, Maziero, Mingotti, Negrini, Oliveira, Santa Cecília, Sibinel, Vendramin, Villagio Brunelli, Casa Cereser, Casa de Pizzo, Casa Leoni, Vinícola Castanho e Vinícola Saccomani. Veja mais informações aqui!

Adega Maziero, localizada na Av. Maria Negrini Negro, 2051

Parques

Os parques também são outra atração da cidade, que possui uma vasta área verde. Jundiaí conta com mais de 10 parques em diferentes bairros da cidade, ótimos espaços para práticas esportivas, descanso ou lazer. Os parques da cidade são: Parque da Cidade, Jardim Botânico Jundiaí, Parque Botânico Eloy Chaves, Parque Botânico Tulipas Professor Aziz Ab’Saber, Parque Comendador Antônio Carbonari – Parque da Uva, Parque do Engordadouro Ângelo Costa, Parque do Trabalhador – Corrupira, Parque Ecológico Morada das Vinhas José Roberto Mota ‘Barroca’, Parque Jardim do Lago Antônio Garcia Machado, Unidade de Desenvolvimento Ambiental (Unidam) e Bosque Jardim Copacabana. Veja mais informações aqui!

Foto do Parque da Cidade
Parque da Cidade, localizado na Rodovia João Cereser, km 66

Ecoturismo – Serra do Japi

A amada Serra do Japi é um raro remanescente de Mata Atlântica no Interior do Estado de São Paulo, em que 47,67% da área da mata está em nossa cidade. O local possuí uma flora e fauna exuberantes em trilhas maravilhosas, nascentes, cascatas, mirantes e muito contato com a natureza. O local pode ser visitado através do Projeto Nossa Serra, saiba mais informações sobre a visita clicando aqui!

foto de visita a serra do japi
Visita a Serra do Japi

Viu só como existem várias opções na cidade? Qual opção do Roteiro com lugares de Jundiaí você mais gostou?
Se você está passando pela cidade, vale a pena conferir estes locais! 🙂

Fontes: Turismo Jundiaí; Fundação Serra do Japi; Calendarr.
Fotos: Fotógrafos PMJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui