Na semana passada, contamos um pouco da história de Valdinéia Nascimento, uma professora e intérprete de libras que nos ajudou a entender um pouco melhor sobre a cultura dos Surdos. Continuando com o tema do “Dia do Surdo”, resolvemos explicar um pouco sobre alguns termos e dúvidas de ouvintes em relação aos Surdos.

Val começou o curso de libras por curiosidade. Hoje já obteve muito aprendizado sobre o mundo surdo com seus alunos. (Foto: Arquivo pessoal)

Uma frequente queixa dos Surdos em relação a sua comunicação é referente a utilização da língua de sinais para conversar com a comunidade Surda. Porém muitas vezes são obrigados a oralizar para se comunicar com a família. Existem artigos de autores Surdos que dizem que quando nasce uma criança Surda, há uma comemoração na comunidade Surda, porque a identidade e cultura deles continuará existindo. Veja abaixo outras curiosidades:

Curiosidades do mundo Surdo

  • Para que serve o aparelho auditivo?

Algumas pessoas acreditam que aqueles que utilizam o aparelho auditivo, usam somente para tentar ouvir melhor. Porém, o mesmo traz mais segurança e qualidade de vida para os Surdos. Ele amplifica os sons do ambiente para pessoas com perda auditiva, como o som de uma buzina ou algo quebrando.

  • Surdos enxergam melhor?

Pesquisas apontam que pessoas Surdas tem uma visão melhor do que as pessoas que possuem a audição, principalmente quanto a visão periférica. Os Surdos também gostam de manter contato visual e conversam todo o período olhando no seu olho. Eles são muito observadores também.

  • E quando o Surdo também é cego?

A libras é uma linguagem visual, portanto para o Surdocego (quem tem perda visual e auditiva) ou algum cego que tiver interesse em aprender libras, existe a libras tátil, que é realizada na palma de uma das mãos dessas pessoas.

  • O que é comunidade Surda?

A comunidade Surda é composta por Surdos, ouvintes, famílias, intérpretes e amigos. São todos aqueles que fazem o uso de libras. Diferente de povo Surdo, que se refere somente aqueles que tem a surdez.

Surdos escrevem igual aos ouvintes?

Alguns Surdos acabam escrevendo de forma diferente, utilizando a estrutura da língua de sinais. Esta difere da língua portuguesa, alguns exemplos é o uso do verbo somente no infinitivo, eles também não utilizam conectivos, artigos ou preposições. Uma frase que para os ouvintes seria “o rato comeu o queijo” para eles soaria como “rato queijo comer” ou “queijo rato comer”.

É importante que quem corrija uma prova, tenha a informação que a pessoa é Surda, porque possivelmente ela terá problemas para identificar o gênero ou tempo verbal. Isso também dependerá do quanto o Surdo lê.

Para melhorar essa dificuldade, algumas escolas oferecem ensinos de português para Surdos. Assim como para os ouvintes o inglês ou espanhol é uma segunda língua, para o Surdos isso acontece com o português.

Palavras para tirar do vocabulário

  • Geralmente, as pessoas chamam o Surdo de “deficiente auditivo”, mas ele não se vê como um, mesmo aqueles que tem um resíduo auditivo. Quando utilizamos esse termo, temos a impressão de que a família ou sociedade quer fazer com que esse “deficiente” possa ser corrigido. O termo ideal é Surdo.
  • Outro termo muito utilizado pela mídia de forma equivocada é a “linguagem brasileira de sinais”, enquanto que o correto é língua brasileira de sinais, pois é reconhecida como uma língua que faz o uso de linguagens. Não é gesto, nem mímica, é libras.
  • É importante falar que a mudez não tem relação com a surdez. O Surdo tem toda a parte das cordas vocais preservadas, ele tem a voz, consegue gritar. Por essa razão, não podemos utilizar o termo “Surdo-mudo”. Na verdade ele ficou mudo porque a sociedade o calou, o sentido de não ter voz também está relacionado a falta de direitos.

Setembro Azul

Setembro está acabando… Esse mês é importante para a comunidade Surda, pois são celebradas várias datas importantes, o setembro azul tem a cor relacionada a II Guerra Mundial, onde os Surdos e pessoas com outras deficiências eram marcados com uma faixa azul e condenados a morte por não servirem para nada na sociedade.

O mês é destinado a promover reflexões e palestras em que os Surdos contam um pouco sobre a luta pela inclusão. Ainda hoje há pessoas que acreditam que o Surdo não precisa de muita explicação, mas a comunidade Surda luta para mostrar que eles precisam sim ser ouvidos e devem ter voz na sociedade.

Como se comunicar com os Surdos?

Agora que você já sabe um pouco sobre a cultura Surda, você pode deixar um pouco de lado o medo de conversar com eles. A melhor forma de entender mais é se comunicando. O primeiro passo para essa comunicação é manter a todo o momento contato visual, além disso, é importante que você seja bem expressivo. As expressões faciais e corporais dão ênfase e sentimento.

Alguns Surdos fazem leitura labial, então você pode se comunicar normalmente, não sendo necessário abaixar o tom, pois alguns Surdos tem um resíduo auditivo. Fale devagar e sempre de frente para ele, para facilitar essa leitura. Uma dica para os homens é tirar a barba, assim a visualização da boca será mais fácil.

Lembre-se, ao começar uma amizade, naturalmente o Surdo lhe ensinará os sinais. Se você quiser se aprofundar mais sobre o mundo Surdo, veja abaixo a matéria que fizemos com a Val:

Para entender um pouco melhor sobre a cultura surda e a língua de sinais, tivemos um bate-papo super bacana com a Val.

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Jundiaí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui