O que você faz, como você reage aos desafios da vida, aos planos que não saem exatamente como você planejava? Você desiste? Resmunga? Ou segue em frente, tentando outras alternativas e possibilidades para superar todos aqueles problemas? A solução encontrada pelo hoje educador e terapeuta financeiro Pedro Braggio, para os desafios enfrentados ao longo de seus 52 anos de vida, se resume em uma palavra: persistência.

Mas, de onde vem tanto entusiasmo para continuar? Talvez, dos desafios que precisou enfrentar desde cedo. Pedro Luiz Braggio nasceu em São Paulo, e ainda pequeno mudou-se com sua família para Jundiaí. E, desde a infância, passou por diversas situações dentro de casa: suas irmãs nasceram com problemas neurológicos, seu pai desenvolveu depressão após perder seu emprego como mecânico de aviação e, em certa época, por conta de um problema de varizes, sua mãe ficou impossibilitada de andar.

Eu tinha 8 anos e olhava para aquilo tudo e falava: ‘alguém tem que fazer alguma coisa’. Então comecei a fazer trabalhos informais, e tudo o que conseguia levava para casa, ajudava em casa e com o passar do tempo fui estudando, me aperfeiçoando.

fotografia de frente do Pedro Braggio, de terno preto e gravata preta e azul.
Consultor e terapeuta financeiro Pedro Luiz Braggio. (Foto: Arquivo pessoal)

Em suas lembranças daquela época, Braggio relembra o período de desemprego de seu pai e atribui a esse período de sua vida a descoberta de sua vocação para administrar e planejar finanças. “Meu pai era mecânico, tinha uma renda boa, mas não sabia administrar. Foi nesse momento que comecei a ajudá-los”, relembra.

Família Braggio, berço das experiências de vida de Pedro e que impulsionaram sua carreira. (Fotos: Arquivo pessoal)

Origem

É impossível não associar a história de vida de Pedro ao seu Método, aplicado há pelo menos 25 anos. “Esse método veio da experiência em casa, porque eu precisei fazer com a minha família, foi o pontapé inicial para tudo. Não sei dizer se foi a educação financeira que me encontrou ou eu encontrei a educação financeira. Só sei que foi uma coisa que veio de dentro mesmo, não foi algo que pensei ‘ah, eu quero ser isso’”, afirma.

Na adolescência, quando ainda ajudava nas finanças em casa, começou a trabalhar com contabilidade aos 18 anos. Iniciou na faculdade Ciências Contábeis no mesmo período e logo ingressou no setor de Controladoria da antiga metalúrgica Sifco. “E olha que curioso: lá, de alguma maneira, também cuidava das finanças da empresa”, brinca.

Nos 20 anos que trabalhou na empresa, Pedro fez muitos amigos e começou a também ajudá-los: “Muitos faziam empréstimos e sempre pediam opinião para mim: ‘o que faço?, ‘como faço?’. Então, comecei a ajudá-los e eles viam o resultado. “Chegou um dado momento que falei ‘agora eu quero fazer isso, eu quero ajudar as pessoas, eu quero abrir a minha empresa e fazer o meu negócio”, lembra.

No início, o atendimento era feito na casa das pessoas, como se fosse uma consulta médica à moda antiga: era realizada a visita, o diagnóstico dado, a receita com a indicação dos medicamentos deixada com o paciente e o retorno já marcado. A ideia de um ‘consultório financeiro’ veio só depois. “Fui me consultar com um médico e lá na clínica pensei: eu preciso cuidar da saúde financeira das pessoas, montar o meu consultório. Então fiz a minha clínica financeira, onde eu posso atender essas pessoas para cuidar das suas finanças”.

Método Pedro Braggio

O Método Pedro Braggio é voltado para todas as pessoas que queiram mudar seu padrão financeiro para melhor, estejam elas endividadas ou não. “A metodologia criada por mim cabe para todos os casos”, ressalta o educador.

De acordo com Pedro, o objetivo do Método é fazer com que as pessoas entendam em qual situação financeira elas estão. E tudo começa com uma avaliação inicial. “A pessoa vem, conversamos, ela explica a situação e fazemos a avaliação. É dado o diagnóstico e, a partir dali, a pergunta é: ‘o que faremos para ela fique bem?'”, conta.

“Ah, é dívida? Vamos organizar para pagar essas dívidas. ‘Não sobra dinheiro’, ela diz. Então vamos nos organizar para sobrar dinheiro. Poxa, sobra dinheiro, ela investe, mas sente que não está investido corretamente, então vamos nos organizar para investir corretamente. É um tratamento financeiro mesmo, que dura algumas sessões, e que depois a pessoa vai embora”, explica Pedro.

Sistema completo

Após a consulta inicial, o ‘paciente’ sai do consultório sabendo o que ele pode e o que ele não pode fazer. Lá no início dos atendimentos, há cerca de 20 anos, todo o controle após as consultas era feito com a ajuda de planilhas. Hoje, com a tecnologia, Pedro elaborou um sistema totalmente informatizado, com aplicativo para celular e um portal completo, com o diagnóstico das finanças da pessoa: “Já temos o sistema informatizado há 4 anos. Aqui temos o eletrocardiograma financeiro da pessoa, a vida dela aqui, mês a mês”.

Fotografia de Pedro durante uma entrevista para a TV: à esquerda uma câmera, no centro pedro olhando para a repórter, e à direita uma repórter mulher, de costas para o autor da foto.
Sistema inovador levou Pedro e seu trabalho de educação financeira famosa pelo Brasil todo. (Foto: Arquivo pessoal)

Cada cliente tem o seu perfil, suas contas nos bancos, aplicações, suas receitas e despesas, cada detalhe financeiro no sistema. Ele mesmo faz os lançamentos em ‘envelopes virtuais’. Pedro explica: “Antigamente, eu pedia ao cliente para pegar o salário e guardasse no envelope e deixasse guardadinho em casa, para quando for comprar comida fora de casa ou no supermercado, um presente, para não passar cartão, para pegar do envelope. Só que o tempo mudou e agora tem o envelope virtual“.

A pessoa que vem aqui faz um tratamento. Ela sai do consultório sabendo o está acontecendo no celular: se ela pode ou não pode gastar. Essa é a maior facilidade do aplicativo: consultar e entender sua situação em qualquer lugar e hora.

O sistema fica ativo para uso dos clientes por até 1 ano após ‘alta’ do tratamento financeiro. (Foto: Arquivo pessoal)

Para toda família

“A pessoa vem aqui, a família, as crianças, todos participam da consulta. Olham nos meus olhos, a gente faz tudo isso de forma muita personalizada, juntos. Isso é importantíssimo, porque cada pessoa é uma história. Todo mundo participa”, explica Pedro.

Um dos diferenciais do sistema é que também os filhos participam desse processo de reeducação financeira, do início ao fim. “Os filhos também usam o sistema pelo celular, eles fazem a mesma coisa que os pais fazem, mas que da maneira deles. Ele vai receber a semanada, a mesada? Ele vai lançar no sistema. Com os gastos, as receitas, no final do mês vai ter relatório, o ‘eletrocardiograma’, tudo igual a dos pais. Então a criança participa, e isso é muito importante”.

O Futuro

Os planos para os próximos anos são audaciosos: após atender mais de 10 mil pessoas em suas consultas, palestras e grupos de apoio, a intenção de Pedro é ampliar o alcance de seu método e criar um instituto de educação financeira, para dar formação financeira completa para a população e oportunidades para as pessoas carentes.

Segundo Pedro Braggio, uma parte dos clientes serão os que vão pagar pelos serviços, “a outra parte vai ser mais ou menos como o SUS, de graça. Quero ajudar famílias carentes a poderem ter mais do que educação financeira. Quero primeiro profissionalizar essas pessoas, conseguir comida, emprego para elas, para poderem aí sim cuidar das suas finanças. Preciso fazer isso até morrer, é uma meta”.

Eu acredito nas pessoas e acredito que elas podem melhorar com o auxílio uma das outras. Pessoas com saúde financeira são muito mais felizes. Não porque o dinheiro é tudo, mas é porque ele ajuda.

Serviço

Pedro Braggio Educação Financeira

  • Endereço: Rua Anchieta, 204 – Sala 304 – Vila Boaventura (Edifício Uffizi) – Jundiaí
  • Telefones:  (011) 4582-5498 / (011) 98765-4180
  • Site
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história inspiradora de Jundiaí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui