“Eu costumo dizer que não vendo esquadrias, eu vendo sonhos”. É assim que o jundiaiense Adriano Coelho entende e descreve o seu negócio, que há mais 10 anos toca na cidade de Jundiaí. Com uma história muito curiosa, ele explica como o universo da esquadrias entrou, desde cedo, na sua vida.

O empresário que tem, segundo suas próprias contas, pelo menos 34 de seus 45 anos de vida dedicados às esquadrias, se alegra de hoje, após ter seu próprio negócio, a Coelho Esquadrias, poder fazer parte do sonho de tantas pessoas: “qual o sonho de qualquer ser humano? Para mim é ele trabalhar e conquistar a casa própria. E eu poder participar do sonho dos meus clientes, fazendo para eles a janela, indicando a melhor veneziana, deixá-los satisfeitos não tem preço“.

Admiração que virou paixão

Coelho, como é chamado, tem como parte de suas lembranças de infância a vida de caminhoneiro de seu pai. O empresário conta que limpava o caminhão por dentro e organizava as malas para que seu pai seguisse viagem. “Era eu que arrumava o cobertor dele, a mala embaixo do sofá-cama, deixava tudo arrumadinho para ele sair de viagem. E ah se ele saísse e não me chamasse! Eu ficava triste, porque eu queria ouvir o barulho do caminhão ligado, dele saindo”, relembra com carinho.

E foi justamente a vida de caminhoneiro de seu pai que o levou ao mundo das esquadrias. A maior parte de suas viagens eram justamente da empresa em que era motorista, a jundiaiense Martin Artefatos de Metais, que produzia esquadrias de ferro maciço. “Desde criança eu convivia na fábrica porque ele me levava lá. Era ele que transportava as esquadrias para o Sul, para o Mato Grosso”, afirma.

Adriano convivia com o ritmo da fábrica desde criança, e com 11 anos começou a trabalhar na empresa. “Comecei endireitando ferro. Depois trabalhei como ajudante de produção, prensista, trabalhei com máquina e assim, passando por todos os setores, fui aprendendo de tudo“, destaca orgulhoso.

O jovem filho de Edemundo Coelho então estudou, fez cursos, se profissionalizou no ramo e aproveitou todas as oportunidades que surgiam ao longo dos anos na empresa. Foi então em uma das mudanças na diretoria da Martin que ele e um outro colega foram escolhidos para gerenciar a fábrica. “Tínhamos experiência e história na Martin”, lembra. E assim foi por 10 anos.

Caminhão vermelho carregado de esquadrias de ferro, saindo da Martin.
As duas paixões de Adriano: caminhões e esquadrias. (Foto: Arquivo Pessoal)

Caminho de experiência

Então em 2006, com 18 anos de carteira assinada na Martin Artefatos de Metais, Adriano passa para seu próximo desafio: gerenciar outra fábrica de esquadrias, dessa vez a 2M, em Louveira. “Fiquei 1 ano gerenciando a produção dessa empresa. Daí uma fábrica de Limeira, na época Esquadriporta, me fez a proposta para me mudar para a cidade para trabalhar com eles”, conta.

A hoje chamada ‘Alumiaço’, à época tinha uma vaga aberta para gerente de fábrica e outra para a área comercial, justamente o campo em que sua esposa atuava na Martin. “Deu certo então em nos mudamos para Limeira, e os dois trabalharmos juntos, eu gerenciando o chão de fábrica e minha esposa o setor comercial.”

Também após um ano de sua entrada na Esquadriporta, a paixão pelo trabalho e por Jundiaí fizeram com que o casal se arriscasse mais uma vez. E, desta vez, alçar voos mais altos.

Jundiaí era mesmo o seu lugar

Com o ótimo trabalho na empresa e com facilidade de fazer e manter contatos, Adriano Coelho pediu ao dono da Esquadriporta uma oportunidade de abrir uma loja de fábrica em Jundiaí. “Era um risco que precisava correr. A saudade da cidade e dos parentes e o amor pela profissão me proporcionaram abrir a loja com a marca dele e voltar para Jundiaí.”

O primeiro nome da loja era ‘Alazão’, e que alguns anos depois foi logo mudada para ‘Esquadrilar’. “O novo nome veio porque montamos uma rede de lojas com os produtos da Esquadriporta, e eu era o responsável por Jundiaí.” Entretanto, após algum tempo, a rede não se manteve e as lojas foram tornando-se independentes, o que não foi diferente com o negócio de Adriano.

“Porém, eu sendo independente, tinha mais liberdade. Eu via a dificuldade dos clientes em falar ‘Esquadrilar’, e como era comum chamarem a minha loja de ‘a loja do Coelho’, ‘as esquadrias do Coelho’. E, como para tudo sempre chamaram a mim e ao meu pai de ‘Coelho’, achei que era o nome ideal“, explica.

Paixão que virou profissão

“Meu pai ao invés de colocar açúcar na minha mamadeira colocava pó de ferro, porque vai gostar de esquadria tanto tempo assim!”, brinca Coelho, que comemora suas duas lojas em Jundiaí.

O empresário também destaca a importância de, ao longo de todos esses anos, ter conhecido todo o processo de fabricação e pessoas envolvidas. “Graças a Deus trabalhei com todas as etapas, tenho contatos e ótimo relacionamento com os fabricantes, o que fica mais fácil de entender, personalizar e fazer sob medida para o cliente“, destaca.

Adriano também acredita que o sucesso de seu negócio se deve a sua equipe técnica e qualificada, “que entende as necessidades do cliente e que não empurra venda se ele estiver indeciso. Buscamos sempre oferecer os melhores produtos e opções“.

Hoje, olhando para sua trajetória, para as alegrias e percalços do caminho, Adriano percebeu o ingrediente que fez toda a diferença para a sua vida: a fé. “Quebrei duas vezes porque confiava apenas no homem, em mim mesmo. A partir do momento que coloquei meus negócios nas mãos do Senhor Jesus, que parei de pedir coisas materiais e somente agradecia a Deus pela sabedoria que Ele estava me dando, tudo começou a dar certo nos meus negócios e na minha vida”, conta emocionado.

Vou carregar esse versículo da Bíblia pro resto da minha vida: ‘Com Deus venceremos o leão e mataremos o urso’.

Citação de 1Samuel 17, 20-51

Serviço

Coelho Esquadrias

  • Endereço: Avenida Antônio Frederico Ozanan, 3371 – Vila de Vito (ao lado do Posto de gasolina Alê) – Jundiaí
  • Telefones: (11) 2816-1825 / (11) 99824-9427
  • Facebook
  • Instagram

Coelho Esquadrias – Jd Tulipas

  • Endereço: Rua Adelino Martins, 177 – Jardim Tulipas – Jundiaí
  • Telefones: (11) 4581-9616 / (11) 99824-9427

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história inspiradora de Jundiaí e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui