Muitas pessoas tentam resolver os problemas financeiros de forma mais simples e rápida. Aliás, isso é o sonho de consumo de todos os bancos: clientes desesperados e prontos para fazer qualquer negócio que resolva o seu problema financeiro. E uma das soluções propostas, é justamente o empréstimo, que até pode ser uma boa opção, como também pode ser o início de mais desastres financeiros. 🙈

Se você já está nessa situação ou está prestes a optar por essa saída para suas dívidas, ou mesmo quer saber como evitar a dor de cabeça de acumular problemas financeiros, acompanhe os próximos passos e tenha uma vida financeira muuito mais saudável! 😊

(Foto: Reprodução)

Resolvendo os problemas

A seguir, confira alguns passos importantes e práticos para você seguir e resolver os seus problemas financeiros:

  1. Faça uma relação de TODOS os seus gastos fixos (água, energia elétrica, telefone etc.);
  2. Faça uma, inclusive com o seu cartão de crédito (dívida: toda despesa que você não conseguiu pagar e está em atraso);
  3. Acompanhe seu extrato bancário diariamente e veja a dinâmica de vermelho/azul ou, se for o caso, vermelho/vermelho. Não tenha medo de olhar o seu extrato bancário;
  4. Coloque toda a família para saber a atual situação financeira e busque contribuição de todos os membros (só pelo fato de você dividir o problema já ficará mais tranquilo e motivado);
  5. Encontre a dívida (cartão de crédito, limite do cheque especial, financiamento, acerto com parentes, etc.) que esteja prejudicando o seu orçamento doméstico;
  6. Elabore um orçamento doméstico e faça com que ele seja seu melhor amigo;
  7. Negocie ou renegocie prazo e juros. Mas só faça isso quando estiver com o seu orçamento financeiro em mãos, pois é muito importante saber o quanto poderá se comprometer com a atual dívida. Nunca esqueça de que o banco é um vendedor de dinheiro e com certeza te oferecerá uma negociação mais conveniente;
  8. Separe dívidas das despesas mensais. Pague seus gastos do mês e com a negociação ou renegociação das dívidas vá pagando aos poucos e se livrando do “passado”.
(Foto: Getty Images – Valor Investe/ Reprodução)

E melhor: evitando os problemas

Sim, é possível trilhar um caminho que o previna desses problemas! Além de fazer tudo isso acima, é muito importante não aumentar ou contrair novas dívidas e se atentar em:

  1. Não comprar por impulso. Às vezes, o desespero ou a angústia de estar com problemas financeiros trazem a vontade de gastar para aliviar um pouco a tensão;
  2. Evitar comprar no cartão de crédito – deixe-o de castigo ou livre-se dele. O cartão de crédito é uma ótima ferramenta, mas, se você está com problemas financeiros, passa a ser uma arma;
  3. Não vá “passear” no supermercado. Muitas vezes, por falta de opção de lazer, as pessoas vão aos supermercados e acabam comprando coisas que não precisam;
  4. Saiba dizer NÃO quando necessário. Você já se prejudicou por ter que comprar um presente de casamento porque foi convidado para ser madrinha ou padrinho?;
  5. Pare de se comparar com outras pessoas. Seu vizinho tem um carro melhor do que o seu? Você queria comprar uma bolsa igual da sua amiga? Ao nos compararmos prejudicamos nosso orçamento doméstico. No momento da aquisição é um prazer enorme, mas, quando chega a fatura do cartão de crédito e nos deparamos com o vermelho do extrato da conta-corrente, a angústia e o medo das dívidas tomam o lugar da alegria e do contentamento;
  6. Todo endividamento tem cura, porém precisamos combater a causa e não as consequências. 

Tenha coragem, determinação e comece hoje mesmo! 😉💪🤑


Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui