Em tempos tão difíceis, às vezes, uma ajuda profissional é fundamental para superar conflitos e se autoconhecer. Pensando nisso, a psicóloga Jeniffer Piva, 24 anos, está com um projeto incrível para ajudas emergenciais, além disso ela conta um pouco da sua carreira na psicologia.

Foto: Arquivo Pessoal

O DESEJO DE AJUDAR

A jauense e psicóloga Jeniffer Piva conta que na infância passou por problemas graves de síndrome do pânico e depressão profunda e que na terapia teve uma transformação muito grande.

“Foi muito bom, eu não tenho palavras para descrever o quanto a terapia me ajudou e foi aí que decidi seguir por este caminho, porque eu tinha vivenciado o pior momento da minha vida e uma pessoa conseguiu me tirar daquela escuridão e eu pensei que queria fazer isso também. Como eu passei na pele o que é sentir uma depressão, transtorno do pânico e ansiedade, eu queria ajudar as pessoas a saírem da condição e por isso decidi fazer psicologia“, conta Jeniffer.

Com cerca de 11 anos, Jeniffer já sabia que a psicologia seria sua profissão, mesmo durante os anos ter pensado em outras carreiras, no fundo seu amor sempre foi se tornar uma psicóloga.

CARREIRA

Ao terminar o ensino médio, ela prestou inúmeros vestibulares, até em outros cursos como história e geografia, além de ter passado em medicina. Mas sua escolha final foi cursar psicologia em Bauru.

“Eu sabia que queria fazer psicologia em Bauru, mas acabei indo muito bem na prova do ENEM e meus amigos me incentivaram a tentar prestar vestibulares para outras áreas. Como eu não tinha nada a perder, fiz, passei e acabei passando até em medicina na UNOESTE e UNIMAR“, explica Jeniffer.

Ao entrar na faculdade, ela de cara se identificou com o curso. Foram anos de muito estudo, esforço e dedicação, o que valeu muito a pena. Há um ano e meio ela está atuando na psicologia clínica, área que tanto a ajudou na infância.

“Para mim, a terapia é uma troca de experiências, vivências, conhecimento e sentimentos. Então, é uma sensação indescritível, toda vez que vejo um paciente progredindo no tratamento é muito gratificante“, conta Jeniffer.

Jeniffer e colegas de classe. Foto: Arquivo Pessoal

NOVO PROJETO

Jeniffer vai iniciar um novo projeto para plantões e atendimentos emergenciais, que são casos com queixas específicas e pontuais que podem ser resolvidos com tratamentos curtos e não com terapia intensiva. Conheça o projeto:

Muitas pessoas não procuram atendimento psicológico por problemas pontuais, como brigas no relacionamento, descontentamentos no emprego ou desavenças familiares, justamente por acharem que todo o processo é muito demorado. É para estes casos que o plantão psicológico é muito eficaz.

São cinco sessões nas quais tratará especificamente da questão trazida pelo paciente. É importante destacar que pedir ajuda não é um sinal de fraqueza, mas, sim, um ato de amor. Procure um profissional de saúde mental sempre que julgar necessário, faça isso por você.

💁‍♀️ Jeniffer Piva – CRP 06/167105 📲 (14) 99162-3212


Que carreira linda construída com muita dedicação e esforço. Que projeto seja incrível e essencial!

4.7/5 - (35 votes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui