Enquanto as aulas seguem suspensas e boa parte das famílias vivem em isolamento em suas casas, com certeza há muitos pais se perguntando de que maneira podem ocupar o tempo de suas crianças e não deixá-las penduradas em frente ao computador ou no smartphone.

Para alguns, até parece um desafio continuar educando a criançada sem deixar a diversão de lado, não é mesmo? Mas quem mostra que é possível conciliar educação e diversão em casa é a professora da rede municipal de Itupeva Vera Lúcia da Silva, que também é a avó do Murillo, de 2 anos.

Segundo Vera, esses dias em casa são encarados como uma oportunidade de, através das brincadeiras, aproveitar para aperfeiçoar as capacidades da criança e reforçar os laços afetivos com o neto. “Sempre brinquei muito com o Murillo, porém com a quarentena tivemos uma necessidade de adaptar e reinventar brincadeiras e brinquedos.”

Brincadeira séria

Como educadora infantil, Vera utiliza e reinventa diversas brincadeiras para estimular o desenvolvimento de suas crianças: “Brincando as crianças aprendem de forma prazerosa, e aprimoram seus aspectos físicos, sociais, culturais, afetivos, emocionais e cognitivos”.

Para a professora, é muito importante que os adultos brinquem com suas crianças, pois também é através desses momentos que a capacidade, a criatividade e a confiança dos pequenos são desenvolvidas, além de ser uma baita demonstração de carinho e cuidado para com elas. 🥰

Faço vários brinquedos e jogos, e uso e abuso da internet para conseguir idéias, então copio e adapto conforme o material que disponho e a capacidade das crianças.

Com a pista também confeccionada em papelão, brincar com os carrinhos fica muito mais legal! 🙂 (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução)

Tudo caseiro!

Para Vera, é possível passar boa parte do tempo brincando com as crianças sem a necessidade da tecnologia e dos brinquedos eletrônicos. Em sua opinião, a falta de espaço e e de recursos pode ser superada com a criatividade.

“Por exemplo: podemos brincar de mímicas, ‘mestre mandou’, explorar as brincadeiras de faz de conta, fazer massinha caseira e confeccionar personagens de músicas ou histórias (minhoca, boneco de neve). Dá também para brincar de karaokê usando colher de pau como microfone… Enfim, de inúmeras maneiras é possível aproveitar da melhor forma o tempo com quem amamos e queremos bem”, explica a professora.

A diversão está garantida com tudo o que tem em casa e mais um pouco, né não, Murillo? 😜 (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução)

Tudo de papelão

A professora Vera dá algumas dicas de como os pais podem aproveitar o papelão que têm em suas casas para confeccionar brinquedos que irão estimular (e muito!) o desenvolvimento e a diversão dos filhos.

  • Jogo do Encaixe

Para fazer o jogo de encaixe, Vera utilizou papelão para formar a base e as formas e o guache para colorir. “Primeiro desenhei no papelão algumas figuras e recortei, colorindo-as posteriormente com o guache. Depois contornei essas mesmas figuras recortadas em um pedaço de papelão maior.”

Lindinho, né? 🥰
  • Boneco

O papelão também foi utilizado para fazer o perfil do boneco, suas roupinhas e os membros. Brincando, a professora explica, as crianças descobrem e relacionam as partes do corpo, a posição e para que serve cada uma delas.

E assim as descobertas vão acontecendo…

“Entre as intenções estão a de transmitir novos conhecimentos, pois escolhi algumas figuras já conhecidas como a lua, estrela, o ovo, nuvem, coração e algumas com as quais a criança irá se familiarizando conforme formos brincando, como o quadrado, o círculo, triângulo”, explica.

Quem diria que com uma brincadeira tão simples a criança pode aprender (e se divertir!) tanto? (Foto: Arquivo Pessoal)

Vera também afirma que as atividades ajudam a desenvolver a coordenação motora fina, pois a criança precisa fazer o movimento de pinça com as mãos pra pegar as figuras, a coordenação olho-mão, que é quando ela reconhece onde está a figura e onde deve colocar a peça que está segurando e, por fim, a concentração, o raciocínio lógico e a imaginação.

Aproveitar esse tempo é aprimorar a criatividade de nossas crianças, desenvolver sua coordenação motora, sua imaginação, sua expressividade, sua autoestima e confiança, seu raciocínio e, principalmente, a certeza de ser amada e protegida.


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história inspiradora de Itupeva e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui