A vida é feita de sonhos e realizações, não é mesmo? 🥰 E para sonhar é muito fácil: basta estar vivo! Sonhar com o emprego ou a faculdade literalmente dos sonhos, com aquela viagem maravilhosa, enfim, sonhar com dias melhores… 🙏 Já a realização destes e de outros tantos sonhos, para a maioria de nós, embora não seja impossível, demanda um pouco de tempo, paciência e muuito trabalho, não é verdade?

E quando há pessoas pelo caminho que estão dispostas a oferecer o pouco que têm para que outras pessoas não apenas sonhem, mas também consigam tornar seus sonhos reais, aí a vida fica muito melhor de ser vivida! 💜 Este é justamente o propósito da ONG Projeto Semeando, presidida pela dentista itupevense Adriana Campos Peverari: semear (e realizar!) o sonho de reformar os lares de famílias em situação de vulnerabilidade social. 🏡❤

Semeando abraços e esperança! (Foto: Projeto Semeando/ Reprodução)

Inspiração

A semente do Semeando foi lançada em meados de 2016, quando Adriana recebeu um vídeo de um grupo de voluntários que também realizava reformas em casas: era a ONG Reparação, de Bragança Paulista. Adriana então achou o trabalho da ONG incrível e sentiu que também poderia fazer algo parecido. “A ideia permaneceu latente até o início de 2019, quando recebi um outro vídeo da ONG Reparação. Junto com o vídeo, enviado por um amigo, recebi o contato da ONG e falei com eles”, conta.

Foi então nesse momento que não apenas Adriana, mas o marido e também a filha, que é Designer de Interiores e estudante de Arquitetura, decidiram fazer com que o sonho do Semeando florescesse e trouxesse verdadeiras realizações na vida de tantas outras famílias. 🥰🙏💜

Em maio de 2019, Adriana e o marido Marco Aurélio Peverari participaram do grupo de observadores da ONG Reparação, oportunidade que proporcionou a eles entenderam melhor como a ONG funcionava, saber quais as ferramentas para se fazer algo semelhante e ter acesso a informações importantes para finalmente tirar do papel o Projeto Semeando. “Podemos dizer que a ONG Reparação foi nossa inspiração e nosso grande estímulo.”

(Foto: Projeto Semeando/ Reprodução)

Entre muitas, uma

Com a ideia do Semeando já amadurecida, chegou a hora de selecionar a primeira família que teria a casa reformada pelo projeto! O processo de seleção, aliás, ocorre da seguinte forma: as famílias interessadas se inscrevem pela internet e, após o período de inscrições, a equipe do Semeando realiza uma triagem e 3 famílias são selecionadas para serem visitadas e entrevistadas. “A triagem inicial é feita seguindo critérios pré-estabelecidos, sendo que o principal é que a família tenha a posse do terreno ou imóvel. Não fazemos reformas em casas alugadas, em áreas invadidas ou que estejam em qualquer tipo de litígio”, explica Adriana.

A presidente ainda pontua que, após a visita e entrevista, a equipe se reúne e seleciona a família que será contemplada naquela edição. “Para isso, alguns itens são observados, entre eles: número de componentes da família, se tem algum membro com necessidade especial, tipo de obra que o imóvel precisa, entre outros. Na entrevista há um diálogo com a família para entender o que a família espera da reforma, o que é mais importante para a família e também explicamos o que podemos fazer e quais as possíveis limitações. Partimos então para o Projeto, sempre atentando para as expectativas da família.” 

Mão na massa!

A partir daqui, é chegada a tão esperada hora: a da mão na massa – literalmente! “A reforma então é realizada em duas fases: uma realizada por mão de obra especializada e remunerada, quando são feitos trabalhos mais brutos e específicos. Em seguida, temos a fase 2, realizada em um final de semana por voluntários previamente inscritos“, detalha a presidente.

Atualmente, o Projeto Semeando conta com 11 voluntários fixos, que compõem a diretoria e o conselho fiscal. Mas só para vocês terem noção da quantidade de generosidade envolvida: no final de semana da fase 2, acabaram sendo cerca de trinta voluntários! Adriana afirma que cada um deles se inscrevem através de um formulário público e são previamente selecionados. “Qualquer pessoa pode se inscrever para ser voluntário.” Legal, né? 👏

Cada casa uma história

O Semeando realizou sua primeira reforma em novembro de 2019, já prezando por 3 valores fundamentais praticados e queridos dali em diante, em cada edição: sustentabilidade, reciclagem e baixo custo.

Assista o vídeo que conta cada etapa do Semeando 01:

E pensa que aqui tem descanso? Na, na, não! Já em fevereiro de 2020 a equipe do projeto abriu as inscrições para a próxima edição do projeto, o Semeando 02! “Infelizmente, não conseguimos fazer a reforma esse ano em virtude da Pandemia, mas a família já está selecionada, o projeto em andamento e estamos buscando recursos para a realização do Semeando 02 no início de 2021″, anuncia esperançosa Adriana. 🤗

Cada edição do projeto é uma emoção única, garante Adriana. “É impossível não ser tocado pela história de cada família, mesmo aquelas que não são contempladas nos tocam profundamente. Quando fomos fazer a entrevista para selecionar a família para o Semeando 02, perguntamos para a mãezinha o que ela mais queria na casa, e ela nos respondeu que era um piso vermelho, tipo cimento queimado-vermelhão, para que ela pudesse encerar. Realmente não imaginávamos que algo tão simples pudesse ser tão importante“. 🙏💖

Você também pode semear!

Apesar do projeto não contar com nenhum patrocinador fixo, a primeira edição do Semeando foi realizada graças ao apoio de empresas, comerciantes e de pessoas da sociedade civil de Itupeva e das proximidades. As doações vieram de diversas formas e lugares: em material, recursos financeiros, da renda de eventos… Ah, e você também pode apoiar o projeto, viu? 🤝

Acesse o site do Semeando, compartilhe os conteúdos das redes sociais do projeto e entre em contato pelos canais oficiais! Quem sabe você não entra pro time de voluntários e, juntos, começa a também semear mais esperança em Itupeva, hein? 🥰💜


Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você tem alguma informação bacana de Itupeva e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: jornalismo.itupeva@solutudo.com.br

5/5 - (1 vote)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui