Você também pode ouvir este conteúdo! 🎧

É muito comum pessoas de todas as áreas me procurarem em busca de solução rápida, eficiente e que as torne da noite para o dia protagonistas da sua própria marca pessoal.

Uma das maiores queixas é que após estudar, se especializar e buscar meios para se destacar, o cliente simplesmente não aparece. Tenho notado que uma das principais causas disso se dá ao fato da inconsistência e alinhamento do propósito de vida em relação à carreira profissional.

O que te move?

Uma das primeiras perguntas que eu faço na minha análise é a seguinte: O que te impulsiona e a faz levantar para trabalhar todas as manhãs? Onde você se enxerga daqui a 5 anos? E daqui a 10 anos?

Conseguir trabalhar de forma alinhada com o propósito é meio caminho andado para minimizar esse sentimento de fracasso e insatisfação. Trabalhar com propósito exige muito mais do que apenas receber o salário no final do mês.

(Foto: Reprodução)

E se for esse seu desejo, não tem nada de errado nisso, mas, esse texto não é para você, afinal o seu propósito já foi descoberto – trabalhar para pagar as contas.

Porém, se a palavra trabalho precisa vir com outro sentimento e significado, se você busca reconhecimento, visibilidade e propósito no que está se propondo a fazer, aí sim, esse texto foi escrito pensando em você.

Ache seu propósito!

Separei algumas dicas, pois sei que não é fácil encontrar o propósito, o caminho e entender para onde deve ir.

Através de um trabalho com propósito você entende que tem mais a oferecer do que seus dons, talentos e serviços. O cliente deixa de precisar de você, e passa a querer você.

Ter propósito no que se propõe a fazer é saber que sua missão está sendo feita e você provavelmente vai deixar sua marca. E o principal: você passa a entender que muito mais que dinheiro, causar impacto no seu cliente é algo impagável e isso atrairá ainda mais clientes.

(Foto: Reprodução)

Se você leu ou ouviu este texto até o fim, isso significa que você já está dando o primeiro passo para a mudança, e saiba que não foi por acaso que você chegou até aqui.

Agora, bora assumir seu papel de líder e deixar de ser a vítima da sua própria história. Assuma o protagonismo da sua marca pessoal!

Eu sou Anderson Zanchin, e esse foi mais um texto da coluna de Marketing Pessoal da Solutudo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui