Você também pode ouvir esse conteúdo! 🎧

O cartão de crédito deveria ser uma ferramenta muito importante para a vida das pessoas. Entretanto, infelizmente muitas delas se complicam na hora de comprar com o cartão de crédito. Na verdade, elas não se complicam na hora de comprar, mas sim na hora de pagar a fatura.

Tem gente que não olha exatamente para esse momento. Daí acaba comprando, parcelando e, quando chega o e-mail com a fatura, a pessoa tem um treco. Muitas vezes, não consegue sequer pagar aquela fatura, justamente porque não se planejou e não sabe o que vai fazer com aquilo. Se a pessoa não consegue pagar, o parcelamento é automático. Ela então conhece a taxa de juros e daí já sabe, é só por Deus mesmo.

Se não quiser quebrar, deixe-o de castigo

É importante entender que, se você não tem condições de lidar com o cartão de crédito, se você não tem condições de usar o cartão porque você ainda não tem controle, porque você ainda não consegue fazer a coisa acontecer de uma maneira saudável, deixe o cartão de crédito em casa. Deixe ele quieto, de castigo.

Porque dependendo do seu humor – se em vida está tudo feliz ou triste, se o seu dia está alegre ou meio deprê -, na primeira oportunidade que você sair com ele na carteira, mesmo não tendo as condições financeiras favoráveis, você pode acabar comprando por impulso. Se então a compra for parcelada, mesmo que em vaárias vezes e com um valor pequeno, a dor de cabeça no caso de não pagamento da fatura será ainda maior.

Porque além de gerar muita dificuldade na hora de quitar a fatura, pode-se chegar ao ponto de atraso no pagamento e, por sua vez, no parcelamento automático desta. Por fim, será parcela em cima de parcela, uma verdadeira bola de neve!

cartão de crédito
(Foto: Revista Exame/ Reprodução)

Apenas o necessário

Já vimos que, se você tiver problemas com o cartão de crédito, é melhor deixá-lo em casa. Mas outra dica complementar a essa primeira é: use-o só quando necessário – muuito necessário -, e só se você tiver de fato um planejamento financeiro. Se você sabe o quanto pode gastar, você não ficará refém do cartão e das taxas de juros, que são imensas.

Leia também: Passos para se livrar das dívidas e ter uma vida financeira saudável

Ah, e tenha também apenas o necessário de cartões, viu? Não caia na armadilha do “é bom ter mais um cartão, porque um vence dia 10 e o outro que vence no dia 30”. Não tenha essa ilusão financeira! O dinheiro que você tem é um só, e não adianta você querer dividir isso em mais de um cartão. Você vai ter que pagar de qualquer forma! Você não vai conseguir ter uma folga financeira ou o tão sonhado controle na vida financeira com 2 ou mais cartões.

Sem planejamento, sem cartões

Se você sabe que tem dificuldades ou já passou uns bons perrengues com o uso do cartão de crédito, e atualmente não possui nenhum, parabéns, continue assim e não peça!

Tanto aos que não possuem nenhum cartão, como pras pessoas que já possuem e se veem na tentação do tópico anterior, de terem dois, três, quatro cartões de uma vez, é importante se atentar ao fato que quando um cartão de crédito chega em casa, a única coisa que precisa fazer é desbloqueá-lo. Não caia nessa tentação caso você ainda não tenha o planejamento e as condições adequadas!

Como disse no começo, não transforme essa bela ferramenta em um vilão da nossa vida financeira. Por via das dúvidas, quebre seu cartão – ou deixe-o de castigo mesmo. 😉


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui