Somos responsáveis pelos nossos resíduos e acredite, o lixo não desaparece magicamente quando o descartamos na calçada. Enfim, todo um caminho é percorrido para que possa ser excluído de forma inteligente e sustentável.

A coleta seletiva é uma realidade em boa parte do mundo. Portanto, em Botucatu não é diferente graças ao projeto “Jogue Limpo com Botucatu”, da Secretaria do Verde e Guarda Municipal.

Placas informativas, campanhas de comunicação e educação ambiental, aliados a ações efetivas como aumento na fiscalização e multas que chegam a R$ 2 mil, são ingredientes perfeitos para termos uma cidade plenamente limpa.

Mas acreditem isso não ocorre de forma satisfatória. Segundo informações do Comutur (Conselho Municipal de Turismo), fumantes arremessam mais de 130 mil bitucas de cigarro por dia em nossas ruas.

Açã ocorreu na Rua Amando de Barros dia 23 de março

Em um dia na rua Amando de Barros a Campanha Cuesta Limpa recolheu cerca de 10 recipientes cheios de bitucas. Algumas dessas garrafas retornáveis de até 2 litros.

Existem na cidade os repulsivos pontos de descarte irregular de entulho, onde restos de construção, se misturam com lixo doméstico e material que poderia ir para a reciclagem. Isso é comum e povoa margens de algumas de nossas estradas vicinais.

Estradas não são depósitos

Ao mesmo tempo essas estradas recebem esportistas radicais e turistas de aventura, que participam de eventos em nossa Cuesta. E olha que nosso calendário de atividades referentes ao turismo ecológico é enorme.

Vamos acreditar que talvez o que esteja faltando seja informação. Assim sendo decidimos apresentar o sistema de coleta seletiva desenvolvido pela Prefeitura de Botucatu. Vale lembrar que a forma de coleta organizada junto com a Secretaria do Verde e Guarda Civil Municipal, visando minimizar o descarte irregular de resíduos.

A Coleta Seletiva em Botucatu funciona em dois formatos, o porta-a-porta e através dos Pontos de Entrega Voluntária, os PEV’s.

PEV’s são contêineres com entradas para vidro, papel, plástico e metal. Instalados em pontos estratégicos da cidade. Cada ponto tem reservado um dia da semana para coleta.

Locais onde acontece a coleta porta-a-porta

• Segunda-feira – Ouro Verde, Jardim Cambuí, Jardim Itamarati, Jardim Ipê, Jardim Planalto, Vila Di Capri, Jardim Itália, Jardim Monte Mor, Jardim Iolanda, Chácara dos Pinheiros, Jardim Flamboyant;

• Terça-feira – Vila Ema, Vila Jaú, Residencial Chácara Santo Antônio, Residencial Arlindo Durante, Jardim Cristina, Parque Residencial Nazaré, Residencial Serra Negra, Vila Maria, Jardim Peabiru, Conjunto Habitacional Leotta de Mello, Vila São Luiz, Recanto Azul, Vila Sorocabana, Chácara Floresta, Jardim Dona Carolina, Vila São Lucio.

• Quarta-feira – Jardim Paraiso, Jardim Paraíso II, Jardim Altos do Paraíso, Jardim Mirante, Residencial Parque Primavera, Colinas do Paraíso;

• Quinta-feira – Jardim Real Park, Jardim Continental, Jardim Eldorado, Vila Paulista, Jardim Panorama, Vila Nova Botucatu, Vila Esperança, Jardim Santa Tereza, Vila Pinheiro, Vila Ângela, Vila Pinheiro Machado, Jardim Universitário, Vila Ferroviária, Jardim Shangri-lá, Vila Antártica, Vila Nossa Senhora de Fátima, Vila Casa Branca, Vila Carmelo, Vila dos Lavradores, Jardim Bom Pastor, Jardim Dona Carolina, Vila São Lucio, Chácara Floresta.

• Sexta-feira – Área central (quadrante compreendido entre o Rio Tanquinho e Rio Lavapés, do Cemitério Portal das Cruzes até a Avenida Marechal Floriano Peixoto).

PEV’s localizados onde não há a Coleta Seletiva porta-a-porta

• Antiga Secretaria de Agricultura (dentro do pátio) – Coleta diária;

• Terminal Rodoviário (Praça em frente) – Coleta diária;

• Secretaria da Saúde (Pátio) – Coleta às quartas- feiras;

• Biblioteca do Campus da UNESP em Rubião Júnior;

• Distrito de Rubião Júnior (Rua Pedro Rangel)- Coletas às segundas-feiras;

• Condomínio Vale do Sol (portaria) – Coletas às terças e sextas-feiras;

• Distrito Industrial 3; Bom Prato (UNESP – Rubião Júnior);

• Distrito de Vitoriana (CRAS), Banco de Alimentos – Coletas às terças-feiras;

• Residencial Califórnia (entrada do Bairro), Coletas às segundas-feiras;

• Fórum Botucatu (estacionamento) – Coletas às quartas-feiras;

• Empresa Monte Azul – Coletas às segundas e quartas-feiras.

O que fazer com pneus, eletrônicos, lâmpadas e pilhas

Pneu: entregar no Galpão de Armazenamento de Pneus Inservíveis localizado à Rua José Barbosa de Barros, nº 120 – Jardim Paraíso;

Lâmpadas fluorescentes: devolução no ponto de venda (Lei Municipal nº 4.752/06);

Entulho: Locação do serviço de caçamba;

Eletroeletrônico: entregar na Secretaria Municipal do Verde localizada à Rua Lourenço Carmello, 180 – Jd. Paraiso;

Pilhas e baterias: entregar na Secretaria Municipal do Verde localizada à Rua Lourenço Carmello, 180 – Jd. Paraiso;

Lixo orgânico: Coleta Convencional.

Quanto é a multa em cada caso

Com toda certeza, a pessoa responsável pelo descarte irregular precisa recolher o material no mesmo dia. Além disso deve provar às  autoridades que descartou de forma correta em 24 horas

Apesar de estarem sujeitos a penalidades, o descarte irregular ainda acontece.

• Descartar o lixo nas calçadas de maneira sem embalar direito, ou em dias não especificados para a coleta ou fora do horário, gera multa de R$ 100;

• Deixar material de construção ou preparo de argamassa/concreto na via pública ou, abandonar resíduos sólidos em áreas não determinadas pelo poder público rende multa de R$ 600,00;

• Abandonar resíduos perigosos ou de risco de formas que não respeite a Política Nacional de Resíduos, a multa é de R$ 800,00;

• A multa mais alta é por abandonar nas vias públicos materiais de construção ou entulhos, R$ 2.000,00

O QUE PODE SER ENCAMINHADO À COLETA SELETIVA?

Papel: folha sulfite, jornais, revistas, papelão, cadernos, livros, listas telefônicas, embalagens Tetra Pak, cartolina, envelopes, etc.

Plásticos: garrafa PET (água, refrigerante, bebidas em geral), embalagem de óleo de cozinha, sacolas plásticas, saquinhos plásticos de quitanda, embalagens de shampoo, baldes, bacias, brinquedos de plástico, tampas, potes de sorvetes, entre outros.

Metal: lata de alimentos, lata de óleo, latas de tinta vazias, panela, assadeiras, ferragens, materiais de alumínio, entre outros.

Vidro: potes, garrafas, frascos, entre outros. 

O QUE NÃO DESTINAR À COLETA SELETIVA?

Luva de borracha, conduites, roupas, sapatos, capacetes, embalagem primária de remédio (vidro de xarope ou cartela de comprimidos), embalagens metalizadas (café, salgadinhos, entre outros), caixotes de madeira, adesivos, vidros blindex, porcelana, pisos e azulejos, eletroeletrônicos em geral, brinquedos almofadados e de borracha, móveis velhos, cristais, espelhos, lâmpadas fluorescentes, fotografia, chapas de raio-x, gesso, sacos de presente, CDs, DVDs, folha de seda, papel celofane, papel toalha, papel higiênico, embalagens de sabonete em barra, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui