O ex-engraxate Marcelo Eugênio Burgarelli (42), se tornou emprendedor de sucesso e é exemplo de que trabalho e fé transformam a vida de quem pensam positivo e fica atento às oportunidades.

Conhecido como Marcelo Presentes o empreendedor iniciou sua vida profissional aos 9 anos de idade, como engraxate na praça do Bosque (Emílio Peduti). “Precisava ajudar a família e conquistar minhas coisas. Montei a caixa de engraxate e fui para a praça ganhar a vida”, diz Burgarelli.

De acordo com ele, o período de praça, como engraxate serviu como aprendizado e porta de entrada para o empreendedorismo.

Com o passar do tempo percebeu que seus clientes também eram consumidores em potencial e passou a oferecer outras opções e os resultados apareceram logo.

“Era engraxate, mas consegui comprar meu carro e construí minha casa. Foram anos difíceis mas com a ajuda de Deus consegui manter as contas em dia e garantir conforto para a família”, ressalta.

Em busca dos sonhos

Para conquistar seus sonhos, ainda como engraxate, Marcelo usou a inteligência e passou a vender carros de amigos enquanto engraxava. “Vendi vários veículos e até uma casa com a caixa nas costas. Recebia em troca pequenas comissões”, explica.

Não era todo o dia que tinha carros a disposição. Esse não era seu foco, mas percebeu que o comércio poderia lhe garantir mais conforto e qualidade de vida. “Engraxava e vendia óculos e foi assim até um cliente enviado por Deus me dizer: ‘Você vende óculos com as mãos sujas de graxa. Isso desvaloriza seu produto’ agradeço esse cliente até hoje”, diz.

Percebeu que precisava escolher entre a banca de camelô ou a caixa de engraxate. “Passei a vender apenas óculos. Entrei na informalidade em 2003 quando oficialmente montei minha banca de óculos e outros pequenos produtos”, comenta.

Antes de se tornar um empreendedor de sucesso, atuou na informalidade por quatro anos no Centro Popular Comercial Angelo Garrido Fernandez, o Camelódromo Municipal. Até se tornar evangélico, há cerca de 10 anos. “Isso mudou tudo. Deus transformou minha vida. Sai da informalidade e montei uma loja”.

O sucesso do empreendedor não ficou apenas em uma loja. Em pouco tempo o ex-informal administrava três estabelecimentos (dois na Amando de Barros e outro na Curuzu) com artigos diversos, porém, foco voltado em celulares.

“Foi um período corrido e complicado, cuidar de três lojas não é fácil. Fiquei apenas com um estabelecimento (rua Amando de Barros, 542),assim centralizaria o trabalho e organizaria melhor o estoque e demanda”, explica.

Formalidade X Informalidade

Questionado sobre as vantagens da informalidade com relação aos empresários formais, Burgarelli é categórico. “Não tem vantagem na informalidade. Pago meus impostos com gosto e fico muito feliz em estar formalizado, porque isso me dá sorte. Acredito na palavra de Deus e tem uma passagem que diz ‘A César o que é de César; a Deus o que é de Deus’. O que vai para o governo é revertido em saúde e educação, temos que fazer nossa parte”, defende.

Como dica para os empreendedores, antecipa que é necessário pé no chão, consciência e muito trabalho, mas sem deixar de lado a fé. “Quem me procura em busca de conselho cito a passagem bíblica Matheus 6:33 – ‘Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas’”

Apesar de sua história de sucessos e conquistas, Burgarelli é um empreendedor de sucesso bastante simples e acessível. “Ainda sonho que estou engraxando sapatos. Isso é Deus me dizendo para sempre ser humilde”, finaliza.

Avalie este conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui