A ambulante Simoni dos Santos, 40 anos, é conhecida carinhosamente como Preciosa dos Sonhos. Certamente ela já conquistou o paladar e o coração dos botucatuenses pelos doces que vende na rua Amando de Barros, em frente ao Banco Santander.

Há mais de 20 anos no mesmo ponto, ela nos conta que criou os filhos enfrentando uma rotina que começa às 4 da manhã e segue ao longo do dia. Por conta disso, ela garante os cuidados de um idoso, cuida de um ex-marido excepcional e ainda dá atenção ao filho, um adolescente de 14 anos. Porém, realiza isso tudo sem tirar o sorriso do rosto, que é para ganhar a clientela.

“Moro em Rubião Júnior e ainda de madruga começo a fazer a massa e a preparar os sonhos. Enfim, Cumpro as obrigações da manhã e para chegar no Centro pego um disque moto. Ele me deixa no estacionamento onde guardo meu carrinho.

No entanto engana-se quem acredita que uma história triste levou ela para o comércio de rua.

“Já cedo percebi que não queria ter patrão, era muito estressada. Tinha de 13 para 14 anos, quando me dei conta dessa situação. Vim para a praça por opção e amor. Gosto da interação, conversar com todo mundo, aqui tenho clientes doutor, peão e desempregado”, explica.

Certamente o segredo da receita ela não conta. No entanto, o sucesso é aparente. Basta parar alguns minutos no carrinho de doces para perceber o quanto ela é procurada pelos clientes. Porém, conformada, reclama da crise.

“Até setembro, outubro eu estava vendendo uns 100 sonhos por dia, mas depois disso a média está baixa, entre 40 e 50. Mas não podemos desanimar não! Tudo volta a ‘esquentar’ no inverno”.

Sou um Ponto de Informações Turísticas

O local onde a Preciosa dos Sonhos monta seu carrinho é privilegiado, na rua Amando de Barros, em frente ao Santander. Aliás, devido a isso ela é bastante procurada para dar informações.

Geralmente querem saber a respeito de estabelecimentos comerciais ou pontos turísticos. “Adoro. Me sinto um Ponto de Informações Turísticas e isso é muito bom, pois quase sempre explicou a respeito e vendo um sonho”, diz.

Agradecida pelo trabalho diário e o carinho da população Simoni explica que foi graças a essa rotina de sacrifícios e verdadeiro amor ao tratamento do público que ela conseguiu estabelecer a família que tem hoje.

“É graças a essa praça, esse ponto e aos meus clientes e amigos, que consegui criar três filhos e ter a vida que tenho hoje”, comemora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui