Prestes a completar 166 anos, Botucatu guarda muita história. Vamos conhecer algumas delas? A Praça do Bosque, por exemplo, é, com certeza, a área pública mais movimentada de Botucatu. O local é usado de forma democrática por várias tribos: tem os artesãos expondo sua arte, tem a galera do Hip Hop, os skatistas marcam presença, há os taxistas que usam a Praça como descanso entre uma corrida e outra, e toda população pelo menos uma vez na vida já descansou em algum banco de madeira daquele lugar.

Além de ser o ponto de encontro de geral, a Praça do Bosque guarda inúmeras curiosidades, separamos 3 que você (provavelmente) não conhece.

A Praça do Bosque já foi um cemitério?

Sim! A Praça do Bosque já foi um cemitério. O cemitério ficava aos fundos de uma igreja que existia no local. Apenas pessoas da “elite” poderiam ser enterrados ali. O lugar foi desativado em 1905, e os restos mortais ali sepultados foram transferidos para o atual Cemitério Portal das Cruzes. Já tinha imaginado isso?

Foto: arquivo

Um centenário pra lá de marcante

Em 1955, a Praça era o principal ponto de encontro dos moradores e de atividades culturais. No dia em que Botucatu completaria 100 anos, o Prefeito da época fez surgir um imenso jardim florido na Praça, do dia para a noite, literalmente. Os jardineiros da Prefeitura trabalharam a madrugada inteira, enquanto a cidade dormia. No dia seguinte, Botucatu acordou em festa, e o lindo jardim acabou se tornando o principal atrativo das comemorações do aniversário da cidade naquele ano.

Foto: arquivo

Um Teatro famoso e um infeliz incêndio

Atualmente, a fonte luminosa é um dos principais cartões postais de Botucatu, mas nem sempre ela esteve ali. No mesmo local da fonte, funcionava o famoso Teatro Espéria, que recebia artistas internacionais, além de shows e espetáculos consagrados. Construído em madeira, a fachada era luxuosa, e tinha mais de 8 metros de altura. Infelizmente, no dia 21 de setembro de 1951, aconteceu um incêndio no local, destruindo totalmente o Teatro.

CENTRO DE PESQUISA E HISTÓRIA DE SÃO MANUEL: CINE TEATRO ESPÉRIA - BOTUCATU

Bom, agora toda vez que você passar pela Praça do Bosque, vai lembrar que ali tem muita história!

Foto: Beatriz Hermes

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você tem uma sugestão e quer ver ela ela aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

4 COMENTÁRIOS

  1. Pelo que sei o antigo cemitério de Botucatu no espaço onde está o Forum. Recordo que quando eu era criança ouvia histórias de pessoas que, à noite, ao passar pelo local via bolas de fogo ,os “boitatás”, os gazes da decomposição de corpos ali enterrados, em contato com o ar, queimavam e formavam as bolas de fogo. Tem lógica e acredito ser verdade

  2. Aos meus conterrâneos.
    Em 1955 eu tinha 11 anos. Esse ano foi citado no texto acima.
    Sôbre Bitucatu, minha cidade Natal… e de todos do meu lado materno. Feliz Aniversário, Princesa da Serra!
    Sobre ” bolas de fogo” viajava eu de ônibus pra São Paulo… A certa altura da estrada, uma bola luminosa ( alaranjada) apareceu na altura do barranco que ladeava a estrada. Era noite. De São Paulo eu embarcaria para o Rio. Então como a viagem seria então bem mais longa após São Paulo, fiquei acordada. Havia um amigo que também estava no ônibus. Um casal de namorados e o motorista. Aí ver a bola que acompanhava o ônibus acima dos barrancos fui até ao motorista e perguntei: o senhor está vendo o que eu estou vendo? Sim, disse êle. É a mãe do ouro. É comum ela acompanhar a gente . Geralmente segue o ônibus até Tatuí. Dito e feito! Noa passarela que tinha( não sei se ainda tem) na confkebcua de Tatuí com Sorocaba, Cerquilho…a bola luminosa desapareceu…Coisas de Botucatu… Tem muito mais coisas sobre nossa cidade que nos deixam intrigados. Mas essas ficam pra próxima. INSHALLAH…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui