A sede da Igreja Tenrykio no Brasil está localizada em Bauru e é famosa tanto por sua história quanto pela arquitetura tradicional japonesa. O lugar, que impressiona por sua beleza, tornou-se um ponto turístico da cidade e foi tombado como patrimônio cultural pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Bauru (Codepac) em 2003.

A sede da igreja é no Japão, na cidade de Tenri, localizada na província de Nara. Assim, com suas diversas atividades e práticas religiosas, a Igreja Tenrikyo de Dendotyo é um pedaço do Japão encontrado aqui mesmo em Bauru.

Uma dessas atividades que acontece dentro da igreja e é capaz de aproximar nossa cidade do Oriente são as aulas de japonês do professor Makoto Yamassaki. Natural de Tossashimizu, na província de Kochi, ele chegou ao Brasil em março de 2019 e, enquanto aprende a língua portuguesa, ensina seu idioma nativo ao povo bauruense.

Do Japão para Bauru

Makoto Yamassaki era estudante no Japão e, ao conhecer o programa de “Missionamento no Exterior”, escolheu o Brasil para viver uma experiência internacional. “É a primeira vez que venho ao exterior. Está sendo uma boa experiência para mim, incluindo a cultura e o meio ambiente do Brasil, além das características dos brasileiros. A igreja aqui em Bauru é o centro da organização da igreja Tenrikyo no Brasil, então eu acho que é um lugar para encontrar muitas pessoas e passar bons momentos“, conta Makoto.

Um pedaço do Japão em Bauru. Makoto Yamassaki dá aulas de japonês em Bauru
Makoto Yamassaki é natural de Tossashimizu, província de Kochi, e dá aulas de japonês em Bauru. (Foto: Acervo Pessoal Makoto Yamassaki)

Ele também conta que a oportunidade de ensinar seu idioma veio com um convite. “Eu sou seguidor da Tenrikyo e fui enviado pela Sede da Igreja. Vim trabalhar nos serviços daqui e, depois, devido à ausência de um professor de língua japonesa, fui convidado a esta função”, explica Makoto. O professor conta que mora na igreja Tenrikyo Dendotyo, onde residem também o presidente da igreja e outros servidores e suas famílias.

De acordo com Makoto, a maioria dos seus estudantes está interessada na cultura japonesa e estuda japonês com o objetivo de trabalhar no Japão. “Além disso, há muitos alunos que querem falar japonês o máximo possível para quando viajarem para o Japão no futuro”, destaca.

O professor pontua que as classes eram presenciais e dedicadas a todos os interessados. “Temos como alvo as pessoas, público em geral, que podiam vir até aqui na Escola Tenri de Língua Japonesa. A entrada é permitida a partir dos sete anos de idade e ensinamos japonês até para idosos“, ressalta. No entanto, com a pandemia, as aulas passaram a ser ministradas digitalmente em 2021. Dessa forma, cada aluno tem seu horário para ser atendido individualmente.

Para Makoto, essa experiência é desafiadora. “Como professor de língua japonesa, aprendi a dificuldade de ensinar japonês para estrangeiros e também a responsabilidade atuando como instrutor pela primeira vez. Por isso, eu gostaria de continuar a vivenciar e estudar várias coisas”, finaliza.

Igreja Tenrykio

O projeto de construção da igreja teve início na década de 1930, mas, por conta dos conflitos da Segunda Guerra Mundial, tudo o que representasse os países do eixo, no qual o Japão se incluía, era proibido no Brasil, que se colocou como parceiro dos Aliados naquele período. Portanto, foi apenas em 1960 que o plano foi concretizado em Bauru.

Assim, de acordo com as informações do Codepac, a igreja foi erguida exclusivamente por fiéis à crença oriental e a reforma de 1992 foi realizada por arquitetos japoneses.

LEIA TAMBÉM


Quer ficar por dentro de todo o conteúdo da Solutudo Bauru? É só seguir a gente no Instagram e curtir nossa página no Facebook!

Gostou desse conteúdo? Então deixe seu comentário no campo abaixo!

E se você conhece alguma história de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui