Nossa cidade é cheia de mulheres incríveis!

Pensando nisso, durante o Mês da Mulher, contaremos algumas histórias de bauruenses que superaram as barreiras do machismo e foram em busca de seus sonhos.

Então, bora começar com a primeira bauruense inspiradora!

Se você já pegou a linha Parque Sabiá/Higienópolis, com certeza conhece essa profissional super simpática e competente.

Daiane Carla (33) é motorista de ônibus da empresa Grande Bauru há seis anos e não se imagina fazendo outra coisa.

Nós a encontramos por meio de um post que viralizou no Facebook. Trata-se do agradecimento de um passageiro, olha só:

Que orgulho!! #RepostO pessoal do @acontecendoembauru Encontrou essa guerreira em dezembro dirigindo um dos ônibus…

Posted by 014 on Wednesday, January 29, 2020

O post sobre a motorista teve mais de 900 reações e quase 100 comentários elogiando sua postura carismática e profissionalismo. Uau!

motorista
Alguns exemplos das dezenas de comentários enaltecendo Daiane. Foto: Reprodução/Facebook

Paixão por automóveis

“Eu amo ser motorista! Mas antes de surgir a oportunidade de entrar nessa carreira, pensava em comprar uma van ou um carro e fazer uma loja sobre rodas. Resumindo, seria uma motorista vendedora (risos)“. brinca Daiane.

Aos 26 anos, estava infeliz no antigo emprego e encontrou uma chance de começar a trabalhar com o que realmente ama.

Fiquei sabendo que a Grande Bauru estava contratando motoristas e agarrei a oportunidade com as duas mãos. Tirei a carta D e mandei meu currículo mesmo sem ter experiência. Estava bem animada com os benefícios e o salário, até porque, é difícil mulher ganhar bem e nessa empresa todos ganhavam o mesmo salário

motorista
Daiane acredita que as empresas deveriam incentivar mais mulheres a tornarem-se motoristas. Foto: Aquivo pessoal.

Preconceito e superação

Daiana garante que, normalmente, costuma ser muito bem tratada: “Dizem que as motoristas têm mais paciência com idosos e pessoas com deficiência”, conta orgulhosa.

Porém, apesar de ser querida por muitos passageiros e colegas de profissão, infelizmente, a motorista ainda tem que lidar com comentários desagradáveis e machistas como “Vish, é mulher? Eu não vou, não!”, “Cuidado, hein!?’.

“Sempre tem uns engraçadinhos. Mas eu tento levar na brincadeira e falar pra pessoa ficar tranquila e depois me contar se gostou da viagem. No final, agradecem e fica tudo certo”.

Inspiração

Em meio à desvalorização das mulheres no mercado de trabalho, comentários preconceituosos e tantas outras barreiras, Daiane resolveu seguir seu sonho com um sorriso no rosto.

Segundo ela, uma das coisas mais tristes é ver que os comentários negativos vêm de mulheres, que poderiam estar apoiando umas às outras a serem o que quiserem.

Uma mulher que quer seguir qualquer carreira, deve seguir. Não existe profissão de homem ou de mulher, e sim profissão. Para quem está disposto a fazer com amor e dedicação, tudo vale a pena! Não há satisfação maior do que fazer o que amamos

finaliza a motorista.

Viu só como nossa cidade tem mulheres incríveis?

Vamos valorizar as profissionais locais e respeita-las!

Aproveite para conferir nossa matéria sobre como funcionam os ônibus elétricos (um deles, dirigido por Daiana) de Bauru clicando AQUI.


Confira essa e outras histórias de Bauru no site da Solutudo Bauru!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui