Você já deve estar sabendo que segunda-feira da semana passada (18) ocorreu um acidente de trânsito na nossa cidade e a atitude nobre de um policial bauruense ganhou repercussão na internet, certo?

Para quem não lembra, uma moto acabou colidindo com um ônibus no cruzamento das ruas Antônio Alves e Ezequiel Ramos.

Na colisão, uma mulher de 31 anos que estava na garupa da moto, faleceu, e uma grande aglomeração em torno dos veículos começou.

policial
Foto: Google Maps

Empatia em meio ao caos

Ao avaliar o local da fatalidade, o cabo André Gustavo Ferreira da Silva, que está na profissão há quase 19 anos, reparou que o motorista do ônibus elétrico encontrava-se sentado no assoalho do veículo chorando, em estado de desespero.

Eu o chamei pelo nome algumas vezes e o fiz descer do ônibus. Então, o abracei bem forte. Ele chorou, dolorido, e eu apenas disse que estava ali para ajudá-lo

A cena do policial abraçando o motorista acabou viralizando nas redes sociais e servindo de exemplo de amor e compaixão.

MOTORISTA DE ÔNIBUS DESABA EM PRANTOS E, PELO MOTIVO, AS PALAVRAS DO POLICIAL MILITAR NÃO FORAM SUFICIENTES…Um…

Posted by Polícia Militar do Estado de São Paulo on Wednesday, November 20, 2019

André nos conta que já participou de ocorrências chocantes, nas quais é difícil encontrar palavras que amenizem a dor e sofrimento das vítimas.

Segundo ele, os policiais são treinados para lidar situações em que os envolvidos estão fragilizados emocionalmente. Por isso, decidiu agir e transmitir palavras de segurança ao motorista.

Acredito que uma atitude de carinho em meio ao caso faz com que a pessoa que está vivendo a situação não venha a sofrer danos maiores ainda

Sensibilidade

No caso desta ocorrência, André comenta que ‘foi bastante peculiar porque naquele momento eu senti que precisava fazer alguma coisa, afinal, ele estava muito abalado e parecia que não suportaria o choque da situação”.

Apesar de toda a beleza na atitude do cabo, a situação não acabou assim, não.

Houve preocupação em saber como o motorista se sentiu depois do ocorrido. Por isso, um membro do Sindicato dos Motoristas de Bauru enviou uma mensagem de agradecimento a André.

Aproveitando a oportunidade, o cabo pediu o contato do motorista que havia abraçado: “temos nos comunicado todos os dias e já até marcamos um café para nos reencontrarmos pessoalmente. Tenho certeza de que ele superará essa experiência triste”.

Em meio a uma situação tão traumática e triste, vimos um ato de amor em terras bauruenses. Que maravilha, né? Parabéns ao policial!

Gestos e palavras possuem o poder de quebrar traumas e impedir que eles se tornem profundos. Nós, policiais, somos seres humanos, apesar de cobertos com a armadura. Estamos em meio a toda essa violência urbana para combatê-la. Devemos e podemos usar o amor e empatia nessa missão


Confira essa e outras histórias de Bauru no site da Solutudo Bauru!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui