Os últimos resultados dos vestibulares estão sendo divulgados e muitos estão vendo seus sonhos se tornarem realidade depois de tanto estudo!

Esse é o caso de Gabriela Ribeiro Redondo, de apenas 19 anos, que conquistou o primeiro lugar em Medicina no vestibular da Universidade de São Paulo (USP), campus de Bauru, na categoria escola pública.

estudo
Gabriela dedicou-se ao cursinho pré-vestibular por dois anos até conquistar seu sonho. Foto: Reprodução/Facebook

Sonho de infância

“A ideia de ser médica sempre permeou minha mente, fosse por meio de brincadeiras com minhas primas quando éramos crianças ou sugestões dos familiares. Afinal, na minha família não há nenhum médico (ainda, rs)”, brinca a caloura bauruense.

Segundo Gabriela, a opção pelo curso veio do desejo de cuidar da saúde de quem precisa e ajudar de forma humanitária.

Com mais de 120 candidatos por vaga, o curso de Medicina na USP de Bauru foi o segundo mais disputado de todo o vestibular da Fuvest em 2020.

Os números podem assustar, é verdade. Bons resultados exigem muita dedicação, o que pode significar anos de estudo. Por isso, pedimos que a Gabi desse dicas para quem quer conquistar a tão sonhada aprovação. Bora conferir!

1. Metas e foco

Você já sabe o que realmente quer fazer? O primeiro passo, antes de estabelecer uma rotina de estudos, é decidir qual curso e faculdade são seu principal foco.

“No meu caso, decidi que queria estudar medicina na USP Bauru, então, tracei o caminho para alcançar isso”, conta.

dicas de estudo
A caloura acredita que com esforço e organização, todos podem realizar seus sonhos. Foto: Reprodução/Facebook

Gabriela priorizou as matérias mais cobradas, resolveu muitos exercícios da Fuvest no decorrer do ano e fez provas antigas quando o vestibular estava chegando.

2. Planejamento semanal

“É mais fácil se planejar semanalmente do que decidir em janeiro, por exemplo, o que estudará meses depois”.

A ex-vestibulanda salienta que é essencial frequentar as aulas, mesmo que julgue saber aquele conteúdo: “Eu via as aulas como se nunca tivesse visto aquelas matérias na minha vida”, relembra.

Ela se organizava para que conseguisse estudar todas as disciplinas ao menos uma vez na semana e deixava as mais importantes para estudar quando estava menos cansada.

estudo
Gif: Giphy

Lembre-se que em todo planejamento podem ocorrer imprevistos. Mas, calma, não é o fim do mundo!

“Não adianta criar um plano perfeito de exatamente tudo que você vai fazer em cada dia do ano. Isso só gera frustração, desanima e prejudica os estudos“, compartilha Gabi.

3. Busque equilíbrio

Muitas pessoas têm a visão distorcida de que os aprovados abrem mão de sair de casa, ver amigos, se divertir e outras coisas. Porém, isso não é saudável e não garante aprovação alguma.

É necessário ter muito equilíbrio. Eu demorei muito pra entender isso e, até conseguir, me frustrei e me causei vários prejuízos psicológicos. Tem dias em que você vai gabaritar o livro inteiro, já em outros, pequenas tarefas são grandes desafios por cansaço e estresse. Acontece.

Para garantir que não ficaria sobrecarregada e com matérias atrasadas, Gabi separava todos os horários disponíveis para estudo ao longo da semana e os dividia entre as disciplinas que precisassem ser estudadas naquele período.

“Eu deixava os horários nos quais eu estaria mais disposta para estudar as matérias mais difíceis ou as mais importantes. Já os horários nos quais eu sabia que estaria mais cansada, deixava para as matérias que eu gostava mais e tinha menos dificuldade”, explica.

4. Revisar, revisar e revisar!

Se você é esquecido ou fica muito inseguro se aprendeu ou não, o método de estudos em espiral, que consiste em reler constantemente o conteúdo aprendido, é ideal, porque possibilita que você esteja sempre revendo matérias e reabsorvendo informações.

Quando eu estudava uma disciplina, fazia pequenas anotações em um caderninho o qual eu estava sempre dando uma olhada, esse jeito no fim do ano eu conseguia facilmente relembrar o que vi no começo

É importante lembrar que esses métodos funcionaram para a Gabi, mas cada pessoa tem sua forma de absorver informações.

“Se você vê que não está dando certo, não insista, mude!“, aconselha.

Eu não sou uma pessoa hiper inteligente, ou superdotada. Acredito que todos podem conseguir o que eu consegui. Durante os estudos é muito difícil e ruim ver que está errando ou que algo não está dando certo, mas é preciso aceitar esses momentos e reconhecer os erros para, então, superá-los! Só assim é possível aprender e elevar o desempenho nas provas. Enfim, mantenha-se forte e não desista!

finaliza a futura médica.

E aí, bora ser o próximo na lista dos aprovados?

Boa sorte e bom estudo!


Confira essa e outras histórias de Bauru no site da Solutudo Bauru!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Bauru e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail sugestao.pauta@solutudo.com.br ou pelo nosso WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui