Nas últimas semanas, Sueli Rodrigues mostrou sua voz para o Brasil e encantou todos que a ouviram. A araçatubense foi finalista da primeira edição do The Voice +, reality exclusivo para talentos a partir de 60 anos, e, hoje, veio compartilhar um pouco da sua experiência conosco!

Influência musical

Os pais da araçatubense eram músicos da cidade nos anos 50; portanto, Sueli já nasceu em meio à música, mas só se tornou cantora profissional quando já era adulta – em seu baile de formatura, ela fez uma participação na apresentação da banda “Os Guanabaras”, de Araçatuba, e chamou a atenção do dono do conjunto, o maestro Ariobaldo Manfredini. Logo, Sueli foi convidada para integrar o grupo. “Aceitei mais que depressa”, diz a cantora.

No início da carreira, as apresentações eram muito recorrentes em bailes, jantares dançantes e carnavais, conforme nos conta: “na época do conjunto, a gente fazia de tudo porque era baile, então, você fazia do jazz ao forró. Hoje eu estou mais voltada para o samba”.

Dificuldades

Muitos foram os obstáculos encontrados durante a carreira musical de Sueli. Seu ex-marido, inclusive, não apoiava a ideia, a princípio. “Não queria, até que eu o convenci de que era uma coisa boa, aí passou a ir comigo, me acompanhar, porque ele gostava de dançar. Enquanto eu cantava, ele dançava”, relembra entre risadas.

Em seguida, vieram os filhos, exigindo muito cuidado e companhia constante durante os primeiros anos. Contudo, Sueli contou muito com a ajuda de suas irmãs, cunhadas e sogra, que sempre a incentivou.

The Voice +

Ao ver a propaganda do reality na TV, Sueli enxergou ali a oportunidade de compartilhar o seu talento com o Brasil e realizou a sua inscrição. “Para minha alegria, na semana que eu me inscrevi, eles me chamaram”.

Nas audições às cegas, primeira etapa da competição, a cantora mostrou sua voz ao som de The Best, de Tina Turner. O nervosismo ocasionado pela situação não abalou sua performance e Sueli encantou todos os técnicos, fazendo com que os quatro virassem a cadeira. “Me senti aceita, me senti feliz”.

Integrante do Time Ludmilla, a araçatubense seguiu cativando o público e os técnicos com suas apresentações, sendo selecionada para participar da final do programa. “Eu não esperava chegar à final, mas esperava ir bem lá na frente […] Graças a Deus, eu cheguei, foi muito bom”, relembra com carinho.

Ensinamentos

“Os maiores ensinamentos dessa trajetória foi a interação com outras pessoas, com gente que você nunca viu, e você interage, faz amizade. Saber que existem pessoas que te passam carinho, essa troca: você receber e dar carinho através da música“. “É isso que nós precisamos, essa interação, a interação de alegria, de amizade. Entender que todos nós somos iguais e todos nós precisamos um pouco de carinho. Esse é o ensinamento que o The Voice trouxe para mim”.

Você pode continuar acompanhando o trabalho de Sueli através de seu Instagram @cantorasuelirodrigues e no canal do YouTube Sueli Cândido Rodrigues.

Reprodução/Arquivo Pessoal

Confira essa e outras histórias da cidade no site da Solutudo Araçatuba!

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário no campo abaixo! E se você conhece alguma história bacana de Araçatuba e quer que ela seja contada aqui, entre em contato pelo e-mail: sugestao.pauta@solutudo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui